SPA's

Termas em família

Escrito por Maria José Costa Quarta, 30 Abril 2014 | Visto - 15620

altUm programa de fim de semana, ou férias para a família.


 

De caras

Escrito por Maria Jorge Costa Sábado, 28 Abril 2012 | Visto - 7499

alt src=http://backoffice.paisefilhos.pt/images/stories/MANCHETE3/belezaa.jpgUma das melhores sensações enquanto se faz o tratamento é o silêncio, entrecortado apenas para explicar procedimentos.
O resultado é uma pele do rosto iluminada.

 


 

 

alt align=left src=http://www.paisefilhos.pt/images/stories/BELEZA/cara%20spa_big.jpgFinal da manhã. Lá dentro, a música e o ambiente tranquilo transporta-me imediatamente para um estado de espírito diferente. Até a respiração fica automaticamente mais pausada.


Depois de trocar de roupa, deixando objectos pessoais num cacifo e vestindo um confortável roupão felpudo e uns chinelos igualmente macios, percebo o engano da marcação. Cheguei meia hora mais cedo, o que me permite ir à sala de relaxamento. A música e as cores terra e areia são o fio condutor do festival de sensações que esta viagem envolve. Na sala de relaxamento estão umas chaise longues que nos convidam a dormir uma sesta. Um chá ou uma limonada com uns biscoitos e uma selecção cuidada de revistas ajudam a pensar que afinal não me apetece voltar para o trabalho. Entretanto, o Hammam está pronto e aí vou eu para uma sala que imaginava ser semelhante ao banho turco. Claro que tem muita coisa em comum, mas aqui não se vê absolutamente nada. O vapor é total e só apalpando terreno consego sentar-me. No meio do nevoeiro cerrado, começo a sentir fragrâncias entre o eucalipto, o mentol, limão e outros citrinos. Mas também cheiros doces e quentes. Não me perguntem pormenores. Ao mesmo tempo, umas micro luzinhas vão mudando de cor. Obviamente este é um Hammam com aromaterapia e cromoterapia.


A esta hora pensarão: «Então mas este não é uma artigo sobre cuidados com a cara?». Calma! Era, e é, um artigo sobre manter o rosto cuidado para o Verão. E sim, claro que o essencial é o tratamento que me levou a este SPA, ali no Restelo (Lisboa). Só que antes de começar pode-se desfrutar destes mimos todos. Basta chegar um bocadinho mais cedo. Não paga mais por isso e quando entrar na sala está mais do que preparada, porque quanto mais distendida estiver, melhor partido tira deste tempo precioso.


Esqueci-me de referir que todas as salas estão a média luz, há imensas velas, aromas relaxantes e uma equipa absolutamente fabulosa que se preocupa ao limite com o bem-estar da pessoa que tem a seu cuidado. Uma das melhores sensações enquanto se faz o tratamento é o manto de silêncio, entrecortado apenas para explicar procedimentos. E são imensos os rituais neste tratamento Regenerador Tri-Enzima.
Depois de estar deitada, a terapeuta põe-me uma almofada de flores nos olhos, que me transmite uma sensação de conforto enorme, e prepara-se para o ritual de boas vindas.


Nos pés! Sim, perceberam bem. O ritual facial começa nos pés com uma leve massagem que nos transporta para um estado de zen absoluto. Quando começa a preparar o rosto para as três máscaras em que consiste o tratamento já o espírito se afastou e, numa paz incrível, deixamo-nos guiar por mãos sábias. 


Durante uma hora e 15 minutos a terapeuta massaja, limpa, aplica máscaras sobre máscaras para garantir que, à saída, nos sintamos com uma pele nova, renovada e ultra limpa. A descrição técnica deste tratamento indica isso mesmo: garante até 75 por cento de regeneração logo após a primeira sessão. Garanto-vos que saí com uma cara nova, aspecto sublinhado por pessoas que me interpelaram para saber o que tinha acontecido porque estava com uma pele invejável. 


Quando pensamos em tratamento facial contamos com «tempos mortos», em que as máscaras ficam na pele largos minutos para fazer efeito.
Durante esse tempo, o normal é uma de duas situações: a terapeuta calar-se e ficar na sala ou sair. Aqui, nada disso se passa. Enquanto as máscaras fazem o seu efeito, a terapeuta aproveita para massajar os braços, as mãos, as pernas. E vai interrompendo para avançar no tratamento. Para logo regressar à massagem. Ou seja, à boleia de um ritual facial ganha-se uma massagem de relaxamento que ajuda, naturalmente, a sair de lá com uma necessidade absoluta de voltar. E voltar seja para o que for. Qualquer tratamento naquele espaço é delicado, é agradável e muito, muito gratificante. 


«É caro», poderão argumentar alguns leitores mais cépticos. Eu apenas posso sugerir que é uma belíssima forma de aplicar a poupança mensal com a descida das taxas de juro do crédito à habitação. E é um prazer que pode ser vivido a dois, já que, como tantos outros espaços, tem prevista a massagem de casal. 


Nesta correria que é o dia-a-dia, cada vez mais as pessoas se dão conta que deixam de ter tempo para si mesmas ou para o casal. «Fugir» à hora de almoço, só ou acompanhado, é sempre possível porque, de uma maneira ou de outra, quando há filhos a esta hora eles estão sempre com alguém. 


«Não temos tempo para nada», é uma frase mais ou menos frequente que se ouve às mães. E tempo para si mesmas, então, é um luxo a que poucas conseguem chegar. Mas muitas destas queixas devem-se a falta de planificação ou definições de prioridades que as levam para outros caminhos. Ter tempo para nós é fundamental para o equilíbrio individual e com isso atinge-se mais facilmente o equilíbrio familiar.
Em clima de romance ou sozinho vale a pena gastar dinheiro neste tipo de mimos.


O tratamento tri-enzima custa 120 euros. Nas massagens para casal os preços variam entre os 240 euros (1h30) e os 320 euros (2h30).



Para grávidas

Se está grávida, e ficou cheia de vontade de experimentar, tem igualmente um programa especialmente pensado para si. Um tratamento refrescante direccionado para o conforto das pernas fatigadas, aliado a um «cocktail» de vitaminas para o rosto. Em três horas passa pelo «tapete» onde é feito o tratamento, sempre apoiada num pufe, para máximo conforto. Este é um tratamento que a maioria dos espaços já vai oferecendo e vale mesmo a pena. É também uma forma de a grávida se centrar em si mesma, para além do bebé que, naturalmente, é o centro das suas atenções. Preço: 90 euros (1h15).

 

City Spa

Rua Gonçalves Zarco, 19 A – Restelo
1400- 033 Lisboa
www.cityspa.com

   

Prazer das Índias

Escrito por Maria João Amorim Domingo, 01 Abril 2012 | Visto - 7844

altImagine-se: está deitado, de olhos fechados. Esqueceu-se do mundo lá fora. Começa a sentir-se leve, sereno, em paz consigo próprio. É o poder de uma massagem ayurvédica.

   

Termas para todos

Escrito por Patrícia Lamúrias Segunda, 06 Fevereiro 2012 | Visto - 9814


altNum instante, vamos às termas e voltamos. Vemos o tempo passar. Brincamos. Carregamos energias. Reforçamos a beleza, o bem-estar e a saúde em Canas de Senhorim.

   

Consultório

 "O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais